Translate

Deixe seu comentário




Se possível, deixe nos comentários notícias ou acontecimentos de seu país.

Ou se preferir envie uma e-mail para: jornal.correiodosertao@gmail.com

Você vale muito para nós!!!



sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

Escola onde agressões a crianças foram filmadas será vistoriada em SP


Diretora da escola Trenzinho Feliz foi indiciada por maus-tratos. 
Advogado diz que sua cliente passava por estresse.

Do G1 São Paulo
video

A escola Trenzinho Feliz, onde a diretora foi filmada agredindo crianças, na Zona Sul de São Paulo, vai ser supervisionada nesta sexta-feira (7) por representantes da Diretoria Regional de Educação do Ipiranga. O objetivo é verificar se a instituição tem autorização para funcionar, analisar o projeto pedagógico e ver como é a formação dos profissionais. Conforme a situação, a diretoria pode dar início ao processo de descredenciamento.
A diretora Conceição Tomaz da Cruz foi indiciada por maus-tratos na quinta-feira (6). Segundo o advogado Antonio Sidnei Ramos de Brito, a sua cliente está passando por estresse e pretendia se afastar da direção do estabelecimento de ensino. A polícia tem imagens feitas por professores de agressões físicas e verbais cometidas por ela.

Na quinta-feira, 15 pais prestaram depoimento e viram as imagens. As portas da escola permaneceram fechadas. Um cartaz avisava que a escola vai reabrir somente na próxima segunda-feira (10). A Trenzinho Feliz funciona no mesmo endereço há 30 anos.

Segundo Brito, a diretora já cogitava deixar a direção da escola. “As informações que eu colhi é que ela já vinha atravessando algum tempo com problemas de nervos, de estado emocional, talvez, talvez, se automedicando e, talvez, me chegaram informações que eu não verifiquei, por essa automedicação ela tenha momentaneamente perdido o controle. O estado emocional da Conceição já era um tanto quanto delicado e a intenção dela e dos familiares já era que ela se afastasse da diretoria da escola”, disse.
O filho da economista Adriana Maria de Lima Bicudo Pereira estuda há dois anos e meio na escola. Ela disse que já estava procurando uma nova escolinha para o menino. “Eu já chorei tanto que nem tenho lágrimas mais para chorar. Porque a gente trabalha para dar o melhor para o teu filho e ele apanha na escola. Então você paga para o teu filho apanhar. É isso que está acontecendo”, disse Adriana.

Nenhum comentário:

Postar um comentário